4 de maio de 2009

Não... hoje não.

Ando por aqueles corredores evitando ao máximo qualquer tipo de contato físico indesejado, esbarrões, empurrões, abraços, muito obrigada mas não... hoje não. Me poupe daqueles sorrisos falsos, cínicos e forçados. Chega de tanta educação, afinal... quando vamos parar de finjir? Pode gritar comigo, vá em frente. É melhor que toda essa inconstância. Ando desviando o olhar e pensando "Não, eles não vão se encontrar, não vão, não vão, não..." e de repente, lá está você... fazendo tudo que eu tentei evitar, sendo gentil, sendo legal, sendo o antigo você.

De agora em diante, vou ficar assim... indiferente. (se eu conseguir, é lógico)

Nenhum comentário: