24 de setembro de 2009

Conversa, sobre o amor

Vem cá, coração, vamos ter uma conversa.
Daquelas, que não temos desde a última vez que você se apaixonou de verdade. Nós dois sofremos tanto daquela vez, pequeno. Você lembra, não faz tanto tempo. Você foi machucado, nossos sentimentos foram feridos e eu chorei. Uma única noite, eu chorei. Aquelas foram as últimas lágrimas derramadas, a última batida - que você deu, coração - apaixonada. Ah, não faça essa cara de culpa! Claro que você não tem culpa, caímos exatamente na mesma ratoeira. Foi ali, que aprendemos o que não era amar.
Só tenho dezesseis anos, não sei o que é o amor. Nunca vivi um (pelo menos, não do jeito que eu pensava que seria). Logo, você também não sabe.  Mas, me diga, você se lembra das regras? Sei que tens memória fraca, pequeno. Então, devo lembrar que você não pode acreditar em tudo o que dizem. Não se deixe levar só pelos sentimentos, eles são enganosos e muitas vezes não correspondidos. Sei também que não existe ninguém mais sentimental que você, verdade. Por isso, te relembro essas pequenas coisas. A fim de que, nós dois, não venhamos a cometer esses erros novamente.
Já sofri tanto com lances de coração, que hoje, prefiro não tê-los. Mas você, coração teimoso, vive me contradizendo. Sei que tenho culpa, por sempre te dar ouvidos, mas como posso evitar? Não vou me prolongar mais. Vai, coração... pode voltar de onde veio. Aqui, do lado esquerdo do peito, onde eu tento te manter seguro do mundo lá fora.

18 comentários:

Marcel PH disse...

Muito bom o teu texto! Me identifiquei bastante com ele... Sei lá, às vezes a gente fica pensando demais se tá amando ou não, se o que se viveu foi amor ou não, mas no final na muda nada, muda?

beijo!

Sonhαdorα disse...

Coração danado não??!!!! mas apesar de tudo e de todas as outras coisas é ele que sempre sabe o que quer,coração manda!!!! adorei o texto,assim como o blog tmbm
beijos.
^^

Diana Valentina disse...

ontem mesmo numa aula minha professora dizia que segundo um estudo aí, nós, somos muito mais sentimento do que razão.
às vezes se sofre com isso né?
também sofro, mas não tem outro caminho melhor que amor. mesmo que doa.

Mariana Andrade. disse...

aah coração, pelo menos o seu é aberto à uma conversa franca (e também ao próprio sentimento).
bêê, essa foi uma das coisas mais lindas que já escreveste aqui.. sério, amei.
bjããão.
(eu nem twitto mais.. =/)

;*

Amanda • disse...

- a maior droga é quando a gente quer tomar o avião, e o coração prefere os patins.

Lo-Hanna Nunes disse...

Brocaçãoo!
Nós esse nosso coração teimoso!

Thais Motta disse...

Tudo que eu queria dizer pro meu pequeno coração! rs

Mas acho que não adiantaria . =/
Excelente . muito bom =)

Amanda disse...

Que lindo amiga,
amei sua visita.
vou vir aqui sempre !! vc escreve muito bem .
bjos

Lílian disse...

adorei o texto .
me indentifiquei tbm
estou te seguindo

Lua disse...

muuuuuito bom o texto, também gostei daqui :)

Ítala disse...

*-*
que conversa mais sincera!
eu adorei!

parabens, é sempre bom 'lembrar-se' das regras que aceitamos quando entramos na brincadeira..

obrigada pela visita ^^

BjOs
boom fim de semana.

- bia varanis ♥ disse...

NOOOOOOOOOOSSA, amei!
adorei seu blog amores

Sarah Caramelo'S disse...

Sabe que eu chorei por três semanas inteiras pelo meu ex, não que eu já tenha parado de chorar mais agora não é com tanta frequencia. E sei lá, amor eu senti sim e foi do jeito que eu imaginava. Só que agora eu quero voltar a ser uma pessoa fria e sem sentimentos, talvez diria o mesmo que você "Aqui, do lado esquerdo do peito, onde eu tento te manter seguro do mundo lá fora."
:*

Márcia Amaral disse...

coração, coração . nossa, o começo me assustuou muito, parecia que eu estava escrevendo o texto, AUFAUFAHFU , digo, parecia que você contou a minha história. muito lindo :')

disse...

Coisa linda conversar com o coração, assim.. O meu é tão rebelde, não me ouve. Aliás, o meu coração deve ter ficado surdo e mudo por inércia, véi. :)

UAHAUHAUAH Ah ficou lindo :DDD

carla l. disse...

Antes eu conversava com meu coração. Hoje é ele que fala comigo, usando os olhos e a boca de quem eu amo pra ganhar aparência e voz.

Willian Lins disse...

Que bonitinho!
Uma conversa com o coração...
É tudo o que preciso!

um beijo!

Babado de menina, disse...

Oi!
Achei seu texto super bonitinho! =)
"eu tento te manter seguro do mundo lá fora."
seria bom se fosse assim né? hihihi
beijão menina!;***