18 de outubro de 2009

Ciranda-Cirandinha

O porta-retrato que tu me destes,
era vidro e se quebrou.
O amor que tu me tinhas,
era pouco e se acabou.

17 comentários:

Ela disse...

Gosto dessas suas adaptações, elas sempre ficam tão legais e criativas :D


Vou tentar uma aqui:
"O anel que nós trocamos era barato e se quebrou. o amor que tu me tinhas se perdeu e se acabou".

hahahaha :P

Natália Corrêa disse...

vidro quebrado corta
amor acabado fere
e a gente sangra.

Diego Morais disse...

Como o sentimento humano é fragil, né?
Sempre se quebrando e se ferindo.
Passa lá no meu tbm.
:*

Marcelo Mayer disse...

a foto que eu recebi dei um Ctrl+Alt+Del.
foi mais rápido e menos doloroso.!

muito bom!

little dreamer disse...

Bê linda! nunca 4 frases fizeram tanto sentido.
Sou tua fã...sabe disso ne?! *-*

disse...

Era um lindo porta-retrato, se bem me lembro hm

Felicidade Clandestina. disse...

amei a adaptação o/

maria fernanda; disse...

Não existe amor pouco.

Bê Matos disse...

Pois é, quando é pouco, não é amor.

Nathi disse...

Acabou-se, destroçou-se...
Mas a fotografia ainda estava ali...

... Bem ali dentro de si.

Gostei! Te sigo ;*

Marcel PH disse...

O amor que tu me tinhas era pouco e se trocou.
Te dei meu coração, o que fazer, ele pifou.

disse...

AHAHAHA amei o versinho do PH comofas

cecilia disse...

Amor nunca é pouco...

diggníssimo disse...

Gostei!
Parece mesmo que as palavras, no seu jeito, têm cores.

Bjo grande!

Joyce Carolini. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Joyce Carolini. disse...

Lindinho! Bê, fiz um post e você foi mencionada. Depois da uma passadinha no meu blog.


Beijos pra ti!


P.S.:Seguindo o seu blog.

Mariana Andrade. disse...

e vens de novo trazendo teus versos e adaptaões simples que tem um significado absurdo. o cordão que recebi está enferrujando aos poucos. percebi isso ontem. me diga se ainda há algum resto do sentimento passado, por favor? preciso entender isso.

lindo, como sempre.

bjão, bê ;*