19 de junho de 2010

The Freedom Writers

No colégio
é onde está a dificuldade
sem nenhum privilégio
nem igualdade.

Os alunos acostumados
Só com agressividade
E não sabiam
O que era cultura de verdade.

Dura e injusta vida
Essa era a realidade
Por todos sofrida
Independente da idade.

E onde está a felicidade?
Não a conheciam naquele mundo
E nem imaginavam, porque
Era muito mais profundo.

Liberdade, liberdade
Era o grito sufocado
que a Erin trouxe para fora
com muita vontade.

Professora dedicada
Por fazer o que gostava
Se tornou a mais amada
Pois era a única que se importava

Deu livros aos alunos
Literatura da mais elevada
E eles todos juntos
Se impressionaram com as palavras

Descobriram um novo sentido
Para aquela vida sem graça
Só aquilo não bastava
Ir à luta era preciso.

Relatar os acontecimentos
Deixar gravado para a humanidade
Com palavras carregadas de sentimentos
Escritores da liberdade!

Um comentário:

disse...

aaa, como eu amo este filme, é maravilhoso. Ainda não li o livro. :D