13 de junho de 2010

Haja fôlego!

Ai do amor, se murchar!
Hei de encher os pulmões
E assoprar, assoprar.
Junta o fôlego e chega perto
Se você sente de verdade
Que tudo deixa de ser incerto.

Nenhum comentário: